quinta-feira, 18 de março de 2010

Mó solzão, praia da Barra

Em São Paulo, quando tava menos de 9 graus, era batata: ou eu pedia se a Ju podia passar em casa e eu ir com ela de carro prá GV; ou quando tava trabalhando tinha a coragem de pegar um táxi até a Kaiser (sete real dava a corrida, os taxistas me viam queriam fugir até).

Tudo isso porque, né, andar no frio congelante de São Paulo ninguém merece, pensava eu. Eu não aguentava, hipotermia na certa e tudo mais. Maior mau humor eu também ficava.

Pois que então nos últimos dias acordei com um solzinho tímido, já fiquei feliz. Chequei no google hoje: dez graus. DEZ GRAUS! UHHUUUUUUUUUU Mó solzão! Coloquei um casaco mais fino, sapatilha, e fui alegre e contente andando pela rua. Com a esperança de que há luz no fim do túnel e um dia a primavera há de chegar por esse país.

Perspectiva é tudo nessa vida.

2 comentários:

Lívia disse...

Eu sei como é marida, logo vc volta pra c´em pleno inverno e tá rindo da cara desses trouxas todos encapotados, vestindo peles e lãs, num calor de 15 graus! hahahahahah....

Sim, perspectiva é tudo nessa vida mesmo.

Paulo Eduardo disse...

MAA !
To com saudades e vc nao da notícias !
Beijao !
Tico