sábado, 13 de fevereiro de 2010

Do you speak english? (II)

Agora sim! No começo, sem trabalhar principalmente, eu não podia dizer que eu tava praticando meu (porco) parco inglesinho, né gente...

Mas agora, depois de tanto tempo, trabalhando e principalmente após meu exame de proficiência, tô Londoner. Tô super me integrando nos palavreados dos Ingleses, quer ver? Olhem o que eles falam MOITO que eu já aprendi.

- Aqui obrigado não é thank you, é Cheers! Todos os e-mails do trabalho terminam em Cheers. O caixa do supermercado se despede com um Cheers. Eles usam Cheers prá tudo, então Cheers prá vocês também!

- Eu NUN-CA tinha ouvido a expressão "Do you fancy alguma-coisa", até porque prá mim, fancy era uma palavra prá dizer que alguma coisa era chique. Mas aqui é tipo, "tá afim...?" ou melhor "o que você acha...?" Fui almoçar com uma colhega do trabalho e ela me mandou um e-mail "Do you fancy going earlier?!" tem um comercial que um cara pergunta pro amigo (muuuito comum) "Do you fancy a beer?" Pegou?!

- Prá mim a expressão mais engraçada que eles usam é "I can't be bothered" que é muuuito da esquisita. Tipo, quando eles não tão afim MESMO de fazer alguma coisa, eles usam essa. Como posso explicar... Por exemplo, eu tava falando com o meu chefe sobre ir no supermercado e ele falou "I can't be bothered, I just buy everything online". Ou seja, ele não tem a menor paciência de ir no supermercado então ele compra tudo pela internet mesmo. Compreende?!

- "I reckon". Eu até já tinha ouvido, mas não tinha me dado conta do TANTO que eles usavam... É aquela expressão que eu até sei o que significa e eu até usaria. Mas juro, não sei explicar direito do que se trata, não sei se é "eu concordo", "eu considero", "penso que..." o Google Translate traduz como "Eu Conto" (poor), entonces sei lá eu.

- Por fim, a expressão master do meu chefinho. O único adjetivo que ele conhece. Wicked! Tudo prá ele tá Wicked, o trabalho é Wicked, o relatório xexelento que eu fiz em 10 min. numa sexta-feira 17h30 é Wicked. Só que eu só conhecia essa doutora palavrinha no sentido ruim que ela tem, que é tipo "evil or morally bad in principle or practice; sinful" Então eu passei uma semana achando que ou tudo que eu fazia era horrível, ou eu que não sabia o outro significado da palavra. Então considerando que ele sempre sorria prá me dizer Wicked, a Sherlock aqui finalmente resolveu descobrir que eles usam (muito) prá descrever algo que é "wonderful; great; masterful; deeply satisfying". E então que agora eu só ouço Wicked pelas ruas, porque depois que você aprende, né, presta muito mais atenção!

8 comentários:

Helô Righetto disse...

muito bom!!! soh esse I reckon q eu nunca ouvi!!! como se fala isso no meio de uma frase?? putz, o cara q eu fazia uns freelas, q hj a fe q faz, falava muito "pathetic" e "bloody hell" ahahahahaha

Guto Leite disse...

Marina também é cultura, e muita! Pagando de linguista das terras da rainha, Delha? =) Sensacional! Beijo grande

Ellison disse...

Cheers !!!

Gabi R. disse...

hahhahha gostei desse post!
eu nao conhecia o " Icant be bothered" nao..
E o cheers eh muuuuuuuuuuuuuuuito usado mes-mo! Nossa, em Cambridge eu ouco muito as pessoas falando pro motorista qdo descem do onibus. E eh bem prolongado, sabe? tipo "cheeeeeeeeeeeeeeers"!
hauhauhauha

Anônimo disse...

Wicked your English!!!!!!! Kisses da mamadi

disse...

Cheers, amigossss! hehe

Esqueci de outra que eles usam moito no telefone... "Bear with me"...! Demorou um século prá eu dscobrir o que que eles tavam falando, tipo "perai um pouquinho" hehe

Hilda disse...

ahahaha... eh assim mesmo! Reckon eh o mesmo que think... tipo I reckon, I think... tipo de achar mesmo, sabe? Pelo menos foi assim que eu aprendi com o dignissimo marido ingles.
Adoro coisas do tipo "Oh dear!", "lovely", brilliant, blimey... e por ai vai.

Anônimo disse...

cheers my friend! foi muita cultura esse seu post! ameeeeeeeeiiii!!!! pode nos atualizando.
bjos Taliza